Quando as Almas Gêmeas estão Separadas

Antes de compreender mais sobre espiritismo vidas passadas e as almas gêmeas é preciso remover um pouco do romantismo do cinema e literatura fantástica do conceito. Almas gêmeas para a doutrina são dois espíritos com extrema afinidade e laços de amor e fraternos. Isso é bem diferente do narrado no cinema como dois amantes prontos para casar e ter filhos.

O termo foi usado pela primeira vez na doutrina kardecista pelo espírito Emmanuel na obra psicografada por Chico Xavier com o título de “O Consolador”.

Na obra o relato é de dois espíritos com laços fraternos únicos os quais conviver por longo período e assim deixando o conceito também presente no espiritismo.

Historicamente o termo ‘almas gêmeas’ vem sendo usado há milênios para definir a relação amorosa entre duas pessoas.

Não se sabe ao certo quando começou. Mas acredita-se serem termos relacionados à modernidade. Isso porque por centenas de anos o casamento era uma convenção social e as relações amorosas eram tratadas como moeda de troca.

Na Idade Média, por exemplo, os casais do clero ou famílias feudais uniam-se em matrimônio apenas pensando em manter o poderio entre si.

Almas Gêmeas estão Separadas A existência de dote entregue

aos pais da noiva pela família do noivo era uma grande prova disso.

Teriam as filhas a responsabilidade de deixar os pais mais ricos ou manter a economia familiar estável de acordo com os pretendes ao noivado e seus dotes.

Quando surgiu o casamento por amor na era moderno

(acredita-se que apenas há dois séculos)

também começou-se a se alimentar a ideia de almas gêmeas para viverem toda uma eternidade juntos.

Mais uma vez esbarramos em pontos históricos porque ‘eternidade’ para a maioria das religiões trata-se desta vida, ocupando um único corpo material e depois continuando a vida de casal no Reino do Céu (ou inferno) caso fossem pessoas boas.

Almas gêmeas segundo O Livro dos Espíritos

Pra entender melhor a ideia de espiritismo vidas passadas e as almas gêmeas e a ligação dos termos é preciso voltar-se para os estudos da doutrina.

O primeiro ponto é da existência de vidas passadas.

Como criações divinas os espíritos são eternos e sobrevivem mesmo com a perda do corpo material.

O corpo material é uma necessidade temporária, o espírito sobrevive sem ele.

É um espírito básico do kardecismo. Neste caso o conceito de eternidade vai muito além do pensado em outras religiões.

Pensando em vidas passadas e futuras ampliamos muito mais a ideia de almas tão afins a ponto de serem consideradas gêmeas. Se dois espíritos foram feitos para ficarem juntos por toda a eternidade, isso significa reencarnarem juntos, viverem juntos sempre e em todas as vidas ocupando um corpo material se casarem e terem filhos, voltando-se rotineiramente a se apaixonarem. Isso existe?

Segundo o espiritismo, almas gêmeas existem. Mas não como pensamos.

Não são dois espíritos ocupando corpos com sexo diferencial para poderem se unir, casar e procriar.

Seria simplista demais e contra a evolução dois seres imateriais feitos de energias não conhecidas pela matéria humana sempre estarem juntos mesmo em estágios diferentes de evolução, não?

Estaríamos assim pressupondo que almas gêmeas evoluiriam juntas em busca de sua perfeição moral, sempre no mesmo estágio e ajudariam uma à outra a ficarem juntos em todas as reencarnações.

Na pergunta de número 291 os espíritos explicam para Allan Kardec se de fato as almas gêmeas existem e como elas se apresentam. Kardec chama as almas gêmeas de metades eternas.

Até então seriam essas almas semelhantes dois espíritos os quais se completam para poderem existir em plenitude.

Os irmãos desencarnados em sua respostam explicam que este conceito humano de almas gêmeas é falho.

Almas gêmeas existem.

A resposta dos espíritos ao pedagogo francês é bem clara:

“Do mesmo modo que os homens, sendo, porém, que mais forte é o laço que prende os Espíritos uns aos outros, quando carentes de corpo material, porque então esse laço não se acha exposto às vicissitudes das paixões.”

Evolução

7 dicas para não absorver a energia negativa de outras pessoas SENDO UM EMPATA

Dois espíritos podem ser extremamente ligados por afinidade a ponto de se sentirem unidos.

Porém, não a ponto da felicidade de um depender do outro. Podem ser felizes em sua plenitude a ocupar um corpo material sem a necessidade de conviver um com o outro em uma mesma experiência de reencarnação.

E ai vai por água abaixo o conceito dos cinemas e de muitos romances vendidos em livraria de duas almas unidas para toda a eternidade em busca do amor eterno.

Duas almas que necessitam estarem juntas para evoluir vai contra o processo de evolução divino no espiritismo vidas passadas e as almas gêmeas.

O livre arbítrio e as escolhas individuais são os responsáveis pelo processo evolutivo e isso acontece de forma individual. Podem dois espíritos serem almas gêmeas e estarem no mesmo estágio de evolução?

Sim.

Mas seria acaso e não uma regra.

Alma gêmea nem sempre é um casal

A afinidade espiritual é uma relação entre energias, pensamentos e sentimentos.

Na resposta dos irmãos desencarnados à pergunta de número 301 do Livro dos Espíritos temos uma ideia mais clara.

“A simpatia que atrai um Espírito para o outro resulta da perfeita concordância de seus pendores e instintos”.

Dois espíritos podem ser almas gêmeas sem necessariamente serem de sexo oposto, de gênero contrário.

Podem ser dois homens, duas mulheres ou sexos diferenciados.

Neste ponto vale informar que o espírito não tem sexo.

O corpo material possui uma definição de gênero.

Existem outros mundos os quais os espíritos podem ocupar apenas com o perispírito e com isso necessitam de uma definição de gênero.

Os sexos opostos e a necessidade de procriar é uma necessidade apenas deste mundo, da Terra. Homens e mulheres necessitam da procriação apenas par a oportunidade de outros irmãos reencarnarem.

A necessidade de uma definição de gênero é apenas neste planeta e não existe em outros.

Enquanto espíritos desencarnados e livre dos corpos materiais não viveremos apregoados a conceitos e definições de gêneros. Roupas não são usadas no mundo espiritual.

Isso pode confundir alguns porque durante as visões os médiuns consegue rever irmãos desencarnados com aspecto de homem ou mulheres e vestindo roupas de acordo com a sua época.

As aparições mediúnicas são um caso a parte.

O espírito toma forma de uma figura conhecida apenas para reconhecimento do médium.

Ele poderia se mostrar em seu formato energético ou apenas por mensagens mentais

(em muitos casos é apenas desta forma).

Mas para reconhecimento e compreensão do médium sobre a sua visão mostra-se da forma mais simples.

É uma necessidade de quem visualiza estar diante de um homem ou mulher e não do espírito.

Podemos saber enquanto encarnados quem é nossa alma gêmea?

A afinidade entre duas almas é explicada por uma ligação energética não material.

Neste caso o  espiritismo vidas passadas e as almas gêmeas explica como uma relação sentida quando a dupla entra em contato.

Elas podem se cruzar ao acaso e se sentirem tão bem juntas a ponto de conviver por uma longa data em amizade.

Há muitos casos de amizades ou relacionamentos amorosos iniciados em um encontro ao acaso.

Sentiu-se pelas duas partes uma conexão única e intensa como se tivessem convivido por uma longa data.

Esta seria a explicação mais simples para saber se encontrou a sua alma gêmea e está convivendo com ela.

Como estamos falando de dois espíritos afins sem necessariamente se tratar de uma relação amorosa, esta relação pode acontecer de diversas formas.

Pode ser entre primos, entre mãe e filho ou pai e filha, irmãos, vizinhos ou muitas outras.

O maior desejo seria entre um casal de namorados. Mas não acontece desta forma com as leis divinas.

No espiritismo vidas passadas e as almas gêmeas são relacionados por energias afins.

Isso explica pessoas as quais não conseguimos odiar ou temos a necessidade intensa de estar próximo apenas para sentir sua presença.

Em alguns relatos temos depoimento de pessoas com encontros ao acaso e uma completa necessidade de nunca mais deixar de encontrar com aquela pessoa tão querida.

Cautela

Mas é preciso ter cautela ao analisar a presença de uma alma gêmea.

Pode o seu marido, por exemplo, ser sua alma gêmea e por

isso vocês serem casados por tanto tempo?

Pode a sua esposa ser a sua companheira de energias

e ser a causa de um casamento tão feliz?

Sim, é possível. Contudo, dois espíritos podem ser

muito ligados sentimentalmente.

Assim têm afinidades morais no processo evolutivo a

ponto de terem uma vivência plena enquanto encarnados sem seres almas gêmeas.

Quando as Almas Gêmeas estão Separadas

Veja Também

Como tratar, recuperar e vencer a Bronquite

 

Conselhos

 

 

Os 10 Conselhos de André Luiz

 

 

tiraram do corpo

 

 

Os Seres que me Tiraram do Corpo e me Falaram

 

.

Fonte: http://blog.canoro.com.br/espiritismo-vidas-passadas-e-as-almas-gemeas/

Facebook Comments