Beber socialmente na visão espírita, pelo médium Divaldo Franco.

Esta droga liberada (este veneno) produz sérias conseqüências à saúde física como: irritação na mucosa gástrica e duodenal, levando o paciente à úlcera;


o pâncreas, 25% dos pacientes acometidos de alcoolismo agudo exibem evidências reais de pancreatite, ou seja, de lesões no pâncreas inflamado;

o álcool também determina depósitos de gordura nas artérias, ocasionando a terrível arteriosclerose, que leva o paciente à angina de peito, uma dor insuportável produzida pela diminuição

da circulação sanguínea no miocárdio, o músculo nobre do coração;

Beber socialmente Na esfera do sistema nervoso o álcool

ocasiona derrames cerebrais, paralisias, alterações do comportamento, até mesmo a loucura mais completa.

Nos uísques falsificados, aguardentes precocemente envelhecidas e cervejas mal pasteurizadas, os exames químicos denunciam substâncias estranhas diversas: iodo, óxido de ferro, arsênico, chumbo, corantes nocivos, sódio e potássio.

Há também uma questão esquecida: cada garrafa de bebida

que adquirimos ajuda a sustentar a indústria que mata mais

gente e destrói mais lares do que uma guerra.

Entenda essa história e leia a Carta psicografada Chorão

O bebedor inveterado geralmente (senão sempre),

é assediado por terríveis obsessores que lhes compartilham a mesa do lar, do bar elegante ou o balcão da tosca imunda.

Como disse Joanna de Ângelis no livro “Dias Gloriosos”: “

  • Todo corpo físico merece respeito e cuidados, carinho e zelo contínuos, por ser a sede do Espírito, o santuário da vida em desenvolvimento.”´
  • Há também uma questão esquecida: cada garrafa de bebida que adquirimos ajuda a sustentar a indústria que mata mais gente e destrói mais lares do que uma guerra.
  • Há indivíduos que começam com pequenos goles, buscando na bebida um estado de liberação das suas tensões e, muitas vezes, encontram mais tarde, uma dependência com dores e aflições.

7 dicas para não absorver a energia negativa de outras pessoas SENDO UM EMPATA

O alcoólatra, muitas vezes, é alvo de violência, é causador ou indutor de crimes

(no lar, no trânsito, no bar, etc.),

o qual poderá ter como conseqüência a prisão, o manicômio

ou mesmo o túmulo precocemente, às vezes por obsessão.

Quantos problemas seriam resolvidos se o alcoolismo das

conversas vazias de fim de expediente, de fúteis reuniões

sociais, de preguiçosos fins de semana fosse substituído pela visita ao enfermo,

pelo atendimento ao necessitado, pelo estudo edificante,

pela participação na atividade religiosa.

Os que assim agem não precisam de drinques para experimentar

alguma descontração ou passageira euforia, porque há neles

aquela vida abundante a que se referia Jesus.

Aquela força divina que vibra em nossas veias quando nossa mente

se povoa de ideais e nosso coração pulsa ao ritmo

abençoado do serviço no campo do Bem.

“Beber socialmente” na visão espírita, pelo médium Divaldo Franco.

Veja Também

Como tratar, recuperar e vencer a Bronquite

 

Conselhos

 

 

Os 10 Conselhos de André Luiz

 

 

tiraram do corpo

 

 

Os Seres que me Tiraram do Corpo e me Falaram

 

Facebook Comments