Espírito Pede Ajuda

Espírito Pede Ajuda. Espíritos sábios que souberam aproveitar a célere oportunidade de uma vida, exemplificando pelos atos e palavras a convicção absoluta na existência de Deus e no insuperável testemunho de Jesus, retornando da morte para atestar a continuidade da vida.

Assine a nossa Newsletter



Espírito lúcido e cônscio de suas tarefas e compromissos, marcou a Pátria amada, durante sua trajetória pela terra adorada, com indeléveis e inesquecíveis lições e textos, os últimos reunidos em um dos maiores legados por ele deixados: seus livros.

Motivado pelas inúmeras e oportunas abordagens do Bandeirante do Espiritismo sobre o tema, recolhemos algumas delas em uma pesquisa não exaustiva, disseminadas ao longo da sua valiosa herança escrita: Espiritismo e Protestantismo (1911) “O estacionamento é a morte e nós espíritas cremos na vida eterna.”

(cap.
Diabo e a Igreja (1914) “Pelo que vê o leitor, nosso fim é despertar, em todos, o raciocínio e o sentimento da Imortalidade – convidar os trôpegos, os estropiados e os humildes – aqueles que não querem adquirir o Reino do Mundo, mas querem possuir o Reino dos Céus, que é o reinado da Paz, do Amor, da Sabedoria, colunas indestrutíveis e portentosas em que se acha assentado o Templo da Verdade!” (Prefácio) Espiritismo para crianças (1918) “O que é Religião?

a ciência que nos conduz a Deus, tornando-nos conhecedores dos nossos deveres e dos nossos destinos depois da morte.” (Religião) “Sendo a religião uma ciência que nos ensina os nossos destinos depois da morte, qual é a natureza intima do homem?

Por ocasião da morte, o “homem espiritual” abandona o corpo como nós fazemos à roupa velha.” (O Homem e a Imortalidade) Interpretação Sintética do Apocalipse (1918) “A ideia religiosa traz, como consequência, a sobrevivência do Espírito à morte do corpo, e deste axioma derivam as condições físicas e morais do homem depois da morte.” (Deduções filosóficas da religião) Cartas a Esmo (1918) “Com esse intuito é que Deus permite as manifestações espíritas, provas irrefragáveis da existência da alma e sua sobrevivência à morte do corpo.

” (cap.
XXXI – Demonstração positiva da alma dos animais) “

O nada não existe: trevas, morte, sepulcros, não são mais que berços que acalentam as variadas formas da Vida para entregá-las à Eternidade.” (Súmula) “Que deus é esse que cria seres [animais] que sentem e que amam, em quem se verificam os mesmos cinco sentidos que caracterizam o bípede humano, fá-los passar por uma série longa de sofrimentos e por fim aniquila-os para sempre, extingue-os na noite tenebrosa da morte!”

(cap.
III – As tábuas do Sinai) Espiritismo e Materialismo (1925) “Para ter certeza se a alma sobrevive à morte do corpo, o meio mais seguro é procurarmos estabelecer relações com essas almas nossas amigas que já se despojaram do seu corpo material.

” (cap.
IV – A alma revestida do seu corpo fluídico) Fatos Espíritas e as Forças X…

(1926) “Desça o homem do pedestal em que falsamente se colocou, e reconhecerá as suas aptidões, compreenderá a sua existência independente do corpo carnal e sua sobrevivência à morte desse corpo, instrumento que é da sua manifestação na Terra.

” (cap.
VII – Espírito – força e matéria) Parábolas e Ensinos de Jesus (1928) “Mas a morte foi vencida, e não teve outro resultado senão demonstrar a Vida!” (Preâmbulo) “Há alma morta em corpo vivo, porque, assim como o corpo sem alma é morto, o Espírito sem a Fé que vivifica e felicita é um ser inerte como um cadáver.” (As duas mortes) “A cruz, emblema da morte, vai cair, para dar lugar ao Espírito, personificação da ressurreição…

” (Cruz e cruzes) “O Espírito vive, insistamos, e a morte não é mais que uma transformação para um estado melhor.” (Cristianismo e imortalidade)
O
Espírito do Cristianismo (1930) “De fato, o que nos valem os ensinos de Jesus, os exemplos que nos legou de uma vida de pureza, as maravilhas que produziu, se não temos a crença na Imortalidade, se julgamos que tudo se finda com a morte, se o nosso Saduceísmo vai ao ponto de crer que Deus é só para esta existência!” (As manifestações póstumas)
A
– ó túmulo, onde está a tua vitória!”” (O espiritismo através dos livros sagrados) “Felizmente, graças às experiências espíritas, a morte está perdendo o seu caráter aniquilador.” (A morte reformada) Com relação às três obras: A questão religiosa, Liberdade e progresso e Pureza doutrinária, infelizmente não pudemos realizar a pesquisa por falta de cópias dos livros, fossem elas físicas ou mesmo em arquivos digitais.

 

Facebook Comments