O Poder do Eu Sou

O que é uma afirmação do Eu Sou

Afirmar é declarar a existência e a veracidade de algo.

É confirmar que alguma coisa existe e é verdadeira.

A prática das afirmações, quando empregada para fins espirituais, é feita especialmente para declarar a veracidade da realidade divina.

Neste sentido, podemos também afirmar aquilo que ainda não se manifestou fisicamente, embora exista nos planos sutis.

As principais afirmações ensinadas pelos Mestres Ascensos da Grande Fraternidade Branca são as “Afirmações do Eu Sou”.

O mantra “Eu Sou”

 é o mais poderoso dos mantras. Ao dizermos
“Eu Sou” estamos dizendo “Deus em mim é”. Quando dizemos “Eu Sou”,
abrimos as comportas internas para que os atributos divinos se manifestem em nós.
Quando fazemos as afirmações, estamos confirmando que, mesmo sabendo que nosso mundo pessoal tem muitas imperfeições, reconhecemos que nosso ser divino é perfeito.
E que as virtudes do nosso ser divino podem ser invocadas, afirmadas e recebidas pelo nosso ser humano.
A prática das afirmações do Eu Sou, ensinada pelos Mestres Ascensos da Grande Fraternidade Branca,
é uma das ferramentas mais importantes para a manifestação do Reino do Céu na Terra.
No “Livro de Ouro de Saint Germain”, Saint Germain explica detalhadamente o assunto.

Quem é o “Eu Sou”

A “Presença Eu Sou
” ou o “Eu Sou”
é o nosso Eu Divino, a identidade real de cada filho e filha de Deus, o nosso Eu Permanente, Deus individualizado para cada um dos Seus filhos.
Sua presença pulsa na Chama Trina, na câmara secreta do nosso coração.
Podemos visualizá-la como uma luz branca resplandecente acima da cabeça, a três metros de altura aproximadamente. Ouça esta visualização a respeito do Eu sou e conheça mais sobre o Eu Sou aqui.
Por que fazer as afirmações do Eu Sou
Quando você diz
“Eu Sou”
e a seguir completa a afirmação com uma das qualidades do Eu Sou,
(por exemplo: “Eu Sou a Paz”)
está afirmando que seu ser divino é a paz, e ao fazer isso, você também está afirmando que essas qualidades do seu ser divino são também suas, que você as tem em potencial no seu íntimo.
Se a prática das afirmações do Eu Sou tornar-se frequente, você perceberá que as virtudes expressadas aumentarão progressivamente em você, incorporando-se naturalmente na sua vida.
Com o passar do tempo,  observará que muitas virtudes que você sentia dificuldade em expressar tornam-se mais facilmente manifestadas.
Num processo ascendente, cada vez mais você espelhará seu ser divino na matéria.

Como fazer as afirmações

Se você já tem o hábito de reservar um tempo do seu dia para fazer orações e práticas espirituais, inclua as
“afirmações do Eu Sou”
nessa prática diária.
Caso não o tenha, pra começar, no início do dia, simplesmente faça as afirmações do raio do dia, de preferência em voz alta e, pelo menos três vezes.
Você pode também fazer, uma vez por dia, todas as afirmações do Eu Sou referentes às virtudes dos Sete Raios.
Veja essas afirmações aqui.
Uma outra forma de  usar esse importante instrumento espiritual é afirmar uma ou outra das virtudes ou qualidades do Ser Divino em momentos do seu dia em que aquela virtude se fizer necessária.
Por exemplo: quando você precisar de sabedoria para decidir algo importante, diga no seu íntimo, simplesmente, “Eu Sou a Sabedoria”.
Quando você perceber que tem dificuldade para perdoar alguém, pense:

“Eu Sou o Perdão”.

Quando você sentir tumulto interior, diga: “Eu Sou a Serenidade”.
 Se você está doente, diga: “Eu Sou a Cura.”
As dificuldades na prática das afirmações do Eu Sou
Quando o estudante iniciante nos Ensinamentos começa a fazer as afirmações, depara com duas dificuldades muito comuns.

O entendimento é fundamental

para dar consistência à afirmação

A primeira das dificuldades:
quando o estudante faz uma afirmação, sente que está falando algo que não é verdade.
Por exemplo: ao dizer

“Eu Sou a Perfeição”,

sabendo o quanto tem imperfeições e se lembrando de muitas delas naquele momento, ele sente que não está correto dizer isso, que isso não é verdade.
Então, imbuído desse sentimento de não estar falando a verdade, bloqueia internamente a manifestação daquele atributo divino.
Isso, no entanto, demonstra apenas que o estudante não compreendeu ainda o significado das afirmações do Eu Sou.
Os Mestres Ascensos explicam que quando dizemos
“Eu Sou”,
devemos nos lembrar de que

“Eu Sou”

é o nome de Deus
(Eu Sou o Que Eu Sou).
E que o “Eu Sou” é a perfeição, a totalidade de todas as virtudes, qualidades e atributos divinos.
Nosso ser humano, ainda em processo de santificar-se, não manifesta ainda plenamente todas as virtudes, embora as manifeste em algum grau.
As qualidades e virtudes do Eu Sou estão disponíveis para “descerem” e serem manifestadas pelo nosso ser em evolução.
Isso acontece ao longo do exercício espiritual constante e da transmutação dos aspectos inferiores que nos impedem de expressar todo o nosso potencial divino.

Quando dizemos “Eu Sou”,

é como abrirmos as comportas espirituais para a descida da luz.
A prática das afirmações do Eu Sou faz com que o potencial divino que se encontra latente em nosso íntimo desperte e vá manifestando-se, progressivamente.
Portanto, o estudante deve saber, ao fazer as afirmações do Eu Sou, que o que está dizendo é verdade.
Ao afirmar “Eu Sou a Perfeição”, “Eu Sou a Justiça”, Eu Sou a Determinação”, “Eu Sou a Liberdade”, “Eu Sou o Amor”, etc, está afirmando os atributos do seu Ser Divino.
E, ao afirmá-los, está atraindo essa luz para seu ser humano em evolução.
Quando a voz do seu ser inferior disser:
“Você não está falando a verdade;
você diz que é a Fé, mas veja quanta dúvida existe no seu interior”…

você deve dizer:

“Meu ser divino é a Fé e eu tenho essa Fé no meu interior.
Estou em processo de manifestar cada vez mais essa qualidade divina e quando afirmo que Eu Sou a Fé, estou aumentando minha capacidade de manifestar a Fé que Eu Sou.”
Por que a repetição é necessária

A segunda dificuldade:

alguns estudantes, ao iniciar sua prática, têm dificuldade em compreender que, em virtude da densidade da consciência das massas e dos padrões inferiores do mundo, será necessário, na maioria das vezes, exercitar bastante as afirmações.
A repetição, seja no cotidiano da vida ou durante as afirmações, na prática dos mantras e de outras formas de exercícios devocionais é algo importante e necessário, comum em todas as áreas do conhecimento da humanidade, e também muito usada pelas religiões e demais manifestações do conhecimento espiritual.
Quando repetimos as afirmações do Eu Sou, vamos substituindo os padrões errôneos e inferiores que construímos ao longo de vidas e mais vidas, pelas expressões corretas e elevadas do nosso Eu Sou.
Portanto, a repetição é nossa aliada na prática que nos levará à santificação.
Assim como, de modo geral, quando falamos algo indevido isso pode não se materializar de imediato, também na prática espiritual é necessário afirmar muitas vezes as qualidades do Eu Sou para irmos aumentando progressivamente nossa capacidade de expressá-la.
Num mundo perfeito ou no caso de uma pessoa com elevado grau de evolução, uma única afirmação é suficiente para que a perfeição do Eu Sou se manifeste.

No entanto, devemos nos lembrar de que,

em virtude do estado em que ainda nos encontramos, faltando-nos uma série de aprendizados e conhecimentos, podemos não conseguir expressar rapidamente a divindade que temos em potencial.
Em mundos perfeitos, nos quais a evolução está mais adiantada que a do nosso, é isso o que acontece: uma única afirmação cria o que é afirmado.
Mas para a humanidade em geral, os Mestres Ascensos ensinam que, de fato, é necessário afirmar, afirmar, afirmar, repetidas vezes, para irmos aumentando nossa expressão do Eu Sou.
As afirmações e o poder da Palavra Falada
O som, a palavra e a música têm poder criativo.
Com o verbo, Deus criou o mundo.
Com o verbo, nós, feitos à Sua imagem e semelhança, damos continuidade à Sua criação.
A palavra tem o poder de criar e, por isso, devemos escolher criteriosamente as palavras que pronunciamos e usá-las corretamente, para que nossa vida expresse realmente aquilo que queremos para ela. Veja mais sobre  o poder da palavra falada aqui.

As afirmações do Eu Sou são uma forma de criarmos a realidade divina na Terra.

Sempre que fazemos uma afirmação, algo espiritual põe-se em movimento para realizar o que falamos.
Em cada caso, a materialização das nossas palavras acontece com uma velocidade variável;
são muitos os fatores que interferem nessa questão;
mas é certo que cada afirmação inicia um ciclo de materialização, com o objetivo de tornar concreto aquilo que afirmamos. Portanto, os estudantes dos ensinamentos devem fazer das afirmações do Eu Sou um instrumento poderoso e especial para sua própria transformação e para a transformação do mundo.
Fonte: http://www.auramater.com.br/paginas.aspx?p=o_que_sao_as_afirmacoes_do_eu_sou

O Poder do

Facebook Comments