Psicografia de Antônio Marcos

Psicografia de Antônio Marcos. Antônio Marcos ( inédita )
Psicografia Lino Zechetto
Araçatuba SP
14/10/018

Psicografia de Antônio Marcos

‘ Como estão, Irmãos…’

Como estão vocês, irmãos

Nesse mundo tão louco, só de ver é um sufoco, tão difícil de assistir

Daqui de cima, assisto, vejo tudo
Acompanho esse mundo que pertenceu a mim também

Assine a nossa Newsletter



 

Confesso, já não sei, se me causa mal, ou se faz bem
O sentimento saudosista, de um pobre ingênuo artista que tem vontade de voltar

Assisto a tudo, ouco, fico mudo, a sonhar…

Quando por esse mundo andava, quase nunca me calava
Soltava a voz nas canções que fazia, cantava tudo o que sentia, pra alguém me escutar

Hoje, sou eu quem escuto vozes que vem desse outro mundo, suplicando, implorando, por alguém pra ajudar

Tudo isso me deixa triste…

Fiquem certo, eu não desisto, vou fazer canções, passar para o amigo
Dizer o que vocês tanto pedem pra escutar

Que aqui é bem legal, perfeito, muito lindo
Tem lugar pra todo mundo…

Amplo, majestoso, esplendoroso
Perfeito para chegar e relaxar

De tudo o que eu penso ou faço
Reservo um grande, generoso espaço, aonde tem lugar para os amigos que vivem na Terra, guardam a imagem de como antes eu era e aguardam pelo dia que vão me reencontrar

Eu estou aqui

Meus problemas, meus dilemas, tenho que admitir, boa parte já resolvi

Hoje mais calmo, sensato, mais maduro, com acesso as encarnações, vidas passadas

Me pego pelos corredores, pelos ambientes da casa, pensando naquele cara, cuja ansiedade, rebeldia, levavam a praticar atos que ele nem bem entendia, mas, que hoje compreende bem

Compor, cantar, se apresentar
é uma arte incomum

Precisa ter na Alma, a ingenuidade da criança, a esperança de se fazer melhor e melhor…

Não enveredar pelos caminhos que nos conduzam a armadilhas…

Nos fazer sentir, permitir que venham a nós, todos aqueles que assim o desejarem

Caminhar por caminhos singelos, simples

Cantar para os humildes, aos que necessitam apaziguar seus corações

Fazer canções de auto-estima que tragam paz, felicidade, alegria

Harmonia que tanto se faz necessário para o mundo melhorar

Abraços aos amigos encarnados

Antônio Marcos
Psicografia Lino Zechetto
Araçatuba SP
16/09/018

Eu tenho essa canção como uma das preferidas, mesmo após tomar consciência desse nosso outro mundo, nessa outra dimensão.

‘ Sonhos de um palhaço ‘
(Psicografia)

Vejam só
A alegria do palhaço
A todos contagia

Não importa, quando a cara pinta, seu estado
Se está triste, ou de euforia

É necessário representar
As pessoas alegrar
As crianças se alimentarem daquilo…
Das palhaçadas, do largo sorriso

E vida afora entender como deve ser
A paz, o bom senso prevalecer
Para, ao mundo, se entregar

Vejam só
Hoje em mim, o palhaço se escondeu

Aqui nesse lugar, basta um gesto, um sorriso
Para entender o carinho, o amor que sentimos, desejamos de um outro Ser

As brincadeiras, fantasias permanecem
O que desaparece é o que não somos e porventura desejamos ser

E isso é natural
Separar o bem do mal
Evoluir, crescer…

Nessa outra dimensão, as palhaçadas dos palhaços são
Uma inesgotável fonte de alegria e prazer

E não duvidem das regras
Quando na terra, nasce um palhaço, desde criança ele já se entrega, faz parte dele ser
Essa figura ímpar que a todos contagia
Antes ou depois de nascer

‘Sonhos de um palhaço’
(Letra original)

Vejam só
Que história boba
Eu tenho pra contar
Quem é que vai querer
Me acreditar
Eu sou palhaço sem querer…

Vejam só
Que coisa incrível
O meu coração
Todo pintado e nesta solidão
Espero a hora de sonhar…

Ah, o mundo sempre foi
Um circo sem igual
Onde todos representam
Bem ou mal
Onde a farsa de um palhaço
É natural…

Ah, no palco da ilusão
Pintei meu coração
Entreguei, entreguei amor
E sonhos sem saber
Que o palhaço
Pinta o rosto pra viver…

Vejam só e há quem diga
Que o palhaço é
No grande circo apenas o ladrão
Do coração de uma mulher…

 

Facebook Comments