Como Descobrir se Estamos com Energias Ruins?

Como Descobrir se Estamos com Energias Ruins? Trabalhando tanto a distância, e também na minha vida pessoal, aprendi uma coisa: o Mal não tem poder, senão apenas o poder que damos a ele.

Como Descobrir se Estamos com Energias Ruins?

Para que o Mal se concretize ele serpenteia ao nosso redor, esperando a oportunidade certa pra se fortalecer do nosso medo, raiva, nostalgia, saudade, tristeza…

  • Como algo traiçoeiro, expande nosso mal-estar ou nossa imprudência até o ponto de nos afogar na negatividade, ou nos levar a ferir o outro e a nós mesmos.
  • Quando um trabalho de Magia Negra, por exemplo, é feito, ele gera uma carga, uma “programação” que vai até o alvo, e fica pairando, e então ao baixar a guarda, a pessoa absorve.

Não devemos ter medo do mal feito, nem das entidades negativas…

 

Precisamos aprender a pensar nisso tudo como uma casa cheia de poeira e que precisa ser limpa: energias que devem ser purificadas e removidas, e só.

Elas podem até não fazer isso conscientemente, mas conforme ficam no ressentimento e no pensamento obsessivo de vingança, ciúme, inveja, funcionam como injetores de má energia.

Do mesmo modo, podemos estar contaminados dessas energias densas sem nos darmos conta, até aqueles que nem acreditam na espiritualidade ou na eficácia de tais empreendimentos.

Um pensamento súbito de não querer ir a um lugar que você tem certeza que sempre te faz bem (igreja, parque, centro espírita, natureza, amigo, etc.);

Mau cheiros que surgem,

passam, e principalmente provocam uma sensação de tensão (podre, fezes, carniça, cigarro, perfume ruim, etc.);

Portanto essas pessoas que produzem fenômenos que alimentam o

Mal direcionado a alguém, perdem tempo de abençoar ao outro e

suas vidas, pois a Lei do Retorno sempre nos trás de volta aquilo que doamos.

O Mal que atinge alguém com sucesso sempre cobra seu preço na vida da

pessoa que o enviou, seja na vida afetiva, material, profissional, familiar, ou qualquer outra.

motivo de absorvermos o Mal e de ele às vezes repetidamente vir até nós,

e de ser permitido que isso aconteça, é que precisamos aprender a fechar

essas portas que o permitem passar e agir.

O que fazemos conosco de ruim, o Mal usa para nos atingir e enfraquecer,

a ponto de nos cegar que há algo além de nós somando uma força ao mal-estar que estávamos sentindo.

Quando percebermos que há algo estranho no ar, através dessas sensações e

sinais, devemos buscar então nossa fé: aquilo que nos liga à Luz, pedindo o afastamento e a limpeza.

Não raro em poucos minutos sentimos uma leveza, e até mesmo uma sensação

de alívio, ou um arrepio, ou um calor… Os mais sensíveis às vezes veem até quem enviou a carga.

Lembre-se sempre de que onde algo nos atingiu, há uma fraqueza na nossa

energia, portanto o Bem usa isso pra nos fazer desenvolver nossa lucidez,

atenção, e nos fortalecermos com a ajuda das Forças do Bem.

Facebook Comments