Dica de Espírito de um Médico para Aumentar a sua Memória em 75%

A espécie Rosmarinus officinalis L., conhecida popularmente como alecrim, é originária da Região Mediterrânea e cultivada em quase todos os países de clima temperado de Portugal à Austrália.

Aumente a sua Memória em 75% Óleo Essencial de ALECRIM Aprenda a Fazer

A planta possui porte subarbustivo lenhoso, ereto e pouco ramificado de até 1,5 m de altura. Folhas são lineares, coriáceas e muito aromáticas, medindo 1,5 a 4 cm de comprimento por 1 a 3mm de espessura.

Flores azulado-claras, pequenas e de aromas forte e muito agradável (LORENZI, H.; MATOS,F., 2006).

Os atributos do alecrim são tão importantes como o da Aspecula odorífera e datam do século XVII e vem da Europa Central.

Diz-se que a rainha Isabel da Hungria, septuagenária e debilitada pela idade, recuperou a saúde e rejuvenesceu graças ao alecrim.

A receita da água da juventude está ao alcance de todos.

Para obtê-la, basta juntar e misturar os alcoolatos* de alfazema, tomilho e alecrim (RIDER’S DIGEST, 1999).

2 CLASSIFICAÇÃO TAXONÔMICA

Reino:

Plantae Filo: Magnoliophyta Classe: Magnoliopsida Ordem: Lamiales Família: Lamiaceae Gênero: Rosmarinus Espécie: R. officinalis Nomenclatura Binominal: Rosmarinus officinalis L. (Labiatae). Sinonímia botânica: Rosmarinus latifolius Mill.

Designa-se: do Romano, que em latim significa o orvalho que veio do mar. Nomes Populares:

alecrim-de-jardim;

alecrim; rosmarino; labinotis; alecrinzeiro; alecrimcomum; alecrim-de-cheiro; alecrim-de- horta; erva- coada; flor-do-olimpo; rosa-marinha; rosmarinho.

USOS E PROPRIEDADES

Partes utilizadas: folhas e flores.

Folhas: no preparo de xaropes, infusão, tintura, pó e óleo essencial e em fitoterapia. Utilizada na indústria alimentícia pelas propriedades antioxidantes de seus diterpenos.

Estimulante digestivo, para a falta de apetite (inapetência); contra azia; em problemas respiratórios e debilidade cardíaca (cardiotônico).

Por suas virtudes tônicas e estimulantes, atua sobre o sistema nervoso (cansaço mental) e cansaço físico.

É anti-séptico, colagogo*, diurético*, anti-espasmódico (uso interno: vesícula e duodeno), cicatrizante (uso externo), colerético*, protetor hepático, anti-tumoral, anti-depressivo natural, carminativo* e vasodilatador.

Na França, a droga é utilizada tradicionalmente por via oral, em tratamento sintomático de transtornos digestivos como:

¹flatulências epigástricas, digestão lenta, gases orais, flatulências; ²como facilitador das funções de eliminação urinária e digestiva; ³como colerético e colagogo.

Topicamente, utilizado em casos de obstrução nasal, catarros e enxagües bucais.

Dicas de um Médico Espiritual para Aumentar a Memória

Veja:

Tomar um PASSE

Na Alemanha, baseado na monografia da comissão E;

são etiquetados os produtos semi-terminados mencionando as seguintes indicações:

¹flatulência, gases, sais 3 biliares e gastrointestinais moderadas (por via oral); ²tratamento coadjuvante de afecções reumáticas (via tópica). (RIDER’S DIGEST, 1999). Também é indicado para uso tópico local, como cicatrizante, antimicrobiana (Staphylococus e Monilia) e estimulante do couro cabeludo.

Os extratos de alecrim são utilizados na indústria agro alimentícia por suas propriedades antioxidantes e conservantes.

Quando esses extratos se desaromatizam, não seguem as diretrizes de «aromas» e sim de «aditivos» da EU e, portanto, teoricamente, devem ser objeto de uma análise toxicológica antes de sua utilização.

Toxicologia Utilizado em altas dosagens pode ser tóxico.

Pode causar aborto, sonolência, espasmo, gastrenterite, irritação nervosa e em grandes doses, a morte.

COMPOSIÇÃO QUÍMICA

Constituição Fitoquímica Os resultados de sua análise fitoquímica designaram-na como uma droga derivada do ácido cafeico que, por sua vez, a insere nas drogas com ácidos fenólicos.

Composição química A droga extraída de unidades floridas e dessecadas contém entre 10 e 25 ml/kg de um óleo essencial, cujos constituintes principais são o alcanfor, 1-8 cineol, alfa- pineno, borneol e canfeno em proporções variáveis dependendo da origem e do estado vegetativo.

Os compostos fenólicos se encontram representados por flavonóides (esteróides do luteol, diosmetol) e flavonas metoxiladas em C-6 e/ou C-7 e por ácidos fenólicos, sobretudo derivados cafeicos: ácido cafeico, ácido clorogênico e rosmarínico.

Aumentar a sua Memória com o alecrim

O alecrim caracterizase, também, pela presença de diterpenos tricíclicos: ácido carnosólico; carnosol (majoritários);

rosmanol; epirorosmanol; isorosmanol; rosmarinidifenol; rosmariniquinona; rosmadiol; etc.;

assim como pelos triterpenos (ácido ursólico e oleanóico) e amirinas.

Além das substâncias citadas acima, foram encontradas outras as quais se apresentam em quantidades relativamente menores mas não menos importantes que são:

-Taninos: podem desintoxicar substâncias carcinogênicas e eliminar radicais livres.

Veja

Tomar bebidas alcoólicas atraímos espíritos perturbados?

Desde a mais remota data a humanidade está envolvida com o alcoolismo.

Facebook Comments

Deixe uma resposta