Como Curar os 7 Chakras com Ervas e Plantas Guia e Dicas

CONCEITO DE CHACRAS

A palavra chacra, de origem sânscrita, quer dizer “roda” ou “pires” que, em seus movimentos vorticosos, forma uma depressão no centro; portanto, seu significado etimológico é “disco giratório”.

Técnica de Cura Espiritual

Veja:

Entrevista Rara de Chico Xavier

Nós Somos a vida na Terra

Tome um Passe agora Clica:

Os chacras do duplo etérico, estão situados à sua superfície, distando de 5 a 6 milímetros da periferia do corpo físico e se apresentam como espécie de vórtices, turbilhões ou redemoinhos, verdadeiros discos giratórios etéricos em alta velocidade, com movimento contínuo e acelerado.

Chacras são pontos de conexão ou enlace pelos quais flui a energia de um corpo a outro.

Os Chacras são entradas e saídas de energias onde estes fluxos se chocam formando vórtices energéticos.

As energias entram tanto pelo perispírito quanto pelo duplo etérico e passam para o organismo físico.

Os chacras do duplo etérico são responsáveis pela vitalizarão do corpo físico.

Os chacras do duplo etérico, são órgãos sem imateriais, responsáveis não só pela comunicação, mas sobretudo pela reciclagem das energias Peri spirituais para o corpo físico e vice versa.

A coluna cervical (medula) é o grande canal condutor de energia.

Como Curar o grande canal

FRONTAL LARÍNGEO CARDÍACO GÁSTRICO ESPLÊNICO BÁSICO CHAKRAS INFERIORES

– Traduzem 2 forças do plano físico;

  1. a) Fogo serpentino da terra;
  2. b) b) Vitalidade do Sol;

– Responsáveis pelas sensações.

CHAKRAS INTERMEDIÁRIOS

– Recebem as forças que emanam da personalidade (Ego);

– Responsáveis pelas emoções e sentimentos.

CHAKRAS SUPERIORES

– Ligados ao mundo espiritual;

– Responsáveis pelas funções do intelecto e pensamento.

CORONÁRIO

O duplo etérico é o canal por onde o Espírito alojado no Perispírito, exerce seu controle sobre o Corpo Físico, tomando conhecimento de suas sensações.

Os desencarnados e os videntes podem julgar o grau da capacidade espiritual do indivíduo pela simples visão da transparência, do colorido e da extensão do diâmetro de cada chacra de seu duplo-etérico.

CARACTERÍSTICAS DO FUNCIONAMENTO DOS CHACRAS INDIVÍDUO ASPECTO E FUNCIONAMENTO DIÂMETRO CORES FUNÇÃO PRIMITIVO E RUDIMENTAR

Lentos com giro emperrado Reduzido, cerca de 5 cm Por vezes escuras e oleosas Só atendem as necessidades vitais do duplo etérico e do corpo físico

Como Curar

ESPIRITUALMENTE BEM DESENVOLVIDO

Formosos, brilhantes, esplendorosos, translúcidos, dinâmicos, potentes e acelerados

Ampliado, com 15 e até 25 cm Tons coloridos, fascinantes Canalizam maior quantidade de energias vitais e psíquicas que facilitam o desenvolvimento das faculdades do espírito 66 Os chacras comunicam-se uns com os outros, através de condutos conhecidos como meridianos (ou NADHIS), por onde flui a energia vital por eles modificada.

(Nádhis

– canais, espécie de veias que conduzem energias ao invés de sangue).

O tamanho dos chacras depende do desenvolvimento espiritual e das vibrações que emitimos.

LARÍNGEO CARDÍACO ESPLÊNICO GÁSTRICO BÁSICO

CORONÁRIO FRONTAL BÁSICO GÁSTRICO ESPLÊNICO

CARDÍACO LARÍNGEO FRONTAL CORONÁRIO

Quanto mais baixo o chacra mais lento ele gira e tem menos subdivisões.

CHACRAS DUPLO-ETÉRICO x CHACRAS PERISPÍRITO

Existem chacras no perispírito e no duplo etérico.

Praticamente em toda a literatura que trate do assunto, nos deparamos com as seguintes terminologias:

-Nas obras espiritualistas estes vórtices energéticos são chamados de Chacras;

-Nas obras espíritas estes vórtices são chamados de Centros de Força.

CHACRAS OU CENTROS DE FORÇA DO DUPLO-ETÉRICO E PERISPÍRITO CHACRAS OU CENTROS DE FORÇA CORPOA QUE PERTENCEM DESIGNAÇÃO HABITUAL CARACTERÍSITICAS DURAÇÃO ETÉRICOS DUPLO ETÉRICO CHACRAS

Não tem consciência própria e nem funcionamento autônomo.

Prisma cores conforme as respectivas desintegrações de Fluido Vital.

Conexão entre os mundos material e espiritual TRANSITÓRIOS

Desintegram-se com a morte do corpo físico

ESPIRITUAIS PERISPÍRITO CENTROS DE FORÇA

Núcleos de força impregnados de substância espiritual e mental acumulada.

Subestações do Espírito sob um automatismo inteligente

PERMANENTES ESTÁVEIS E DEFINITIVOS

Preexistentes no perispírito No Duplo Etérico e no Perispírito estão os Chacras/Centros de Força No Corpo Físico se encontram os Plexos Os Chacras/Centros de Força do perispírito captam as vibrações do Espírito e as transferem aos Chacras/Centros de Força do duplo etérico que as filtra e as remete, para as regiões dos plexos correspondentes na matéria física.

Os chacras do duplo-etérico e os Centros de Força do perispírito, estão intimamente ligados uns aos outros em contato energético, atuando diretamente sobre os plexos nervosos do corpo físico.

Os Chacras/Centros de Força do duplo etérico são temporários, existem enquanto este existir.

Os Chacras/Centros de Força do perispírito são permanentes. O centro coronário do perispírito, por exemplo, é um fabuloso órgão sem analogia entre nós, sede das mais avançadas decisões do Espírito Imortal, ao passo que o mesmo chacra coronário do duplo-etérico é tão somente um elo de conexão, uma ponte viva sensibilíssima, mas sem autonomia, unindo o mundo divino Peri spiritual com o mundo humano da criatura em desenvolvimento.

FUNCIONAMENT0 DOS CHACRAS ETÉRICOS

O movimento giratório vorticoso dos chacras resulta do choque ou contato turbilhonante das energias etéricas sutilíssimas descidas do Alto, com forças etéricas primárias, agressivas e vigorosas que sobem da Terra carregadas de impurezas próprias do mundo animal instintivo (éter físico).

Esse fenômeno é algo semelhante às correntes de ar frio que descem de nuvens carregadas de água e entram em choque com as correntes de ar quente que sobem da crosta terráquea, resultando nos conhecidos fenômenos atmosféricos dos ciclones, tufões ou redemoinhos de vento.

Energias Físicas Energias Espirituais A quantidade de giro é proporcional, quanto mais elevada maior é a absorção de energias.

O desenvolvimento e o aceleramento dos chacras está ligado diretamente com a mediunidade.

Para que o médium assimile ou perceba mais o plano espiritual é necessário acelerar a velocidade do chacra correspondente a sua mediunidade.

Ao organizar nossa encarnação nossos chacras são preparados com a velocidade compatível com a mediunidade que vamos ter.

O aceleramento também pode se dar durante a encarnação, com a entrada de mais energia espiritual através do chacra coronário e ou de mais energia física através do chacra básico.

O aceleramento dos chacras deve se dar de forma natural e progressiva à medida que o homem promover o seu próprio crescimento espiritual.

Ao despertar o chacra coronário através da nossa espiritualização, de forma natural, irrigaremos com mais intensidade os demais chacras com energia espiritual, ativando nossas percepções espirituais de cima para baixo, dessa forma não correremos risco algum.

Como Curar ao despertar

Ao despertar o chacra Básico, de forma forçada ativaremos nossas percepções espirituais de baixo para cima, irrigando com mais intensidade os demais chacras com energia física, e passaremos a correr muitos riscos que poderão nos levar a sérios desequilíbrios.

Na obra “Missionários da Luz”, cap.

“Mediunidade e Fenômeno”, página 105, o Espírito André Luiz nos aconselha:

“Não provoqueis o desenvolvimento prematuro de vossas faculdades psíquicas!

Ver sem compreender e ouvir sem discernir pode ocasionar desastres vultuosos ao coração;

Buscai acima de tudo, progredir na virtude e aprimorar sentimentos.

Acentuai o próprio equilíbrio e o Senhor vos abrirá a porta dos novos conhecimentos!”.

Acelerar chakras

Para acelerar nossos chacras os espíritos superiores dependem da nossa reforma moral, porque se eles permitirem que entrem somente energia espiritual, certamente irá acelerar os chacras e haverá mais percepção espiritual, mas a pessoa não terá condições morais suficientes para administrar este dom.

A medida que formos melhorando a nossa moral os mentores espirituais alteram as telas de proteção dos chacras permitindo que entrem mais energias espirituais e físicas, dessa forma ocorre o aceleramento e em consequência aumentam as percepções espirituais, mas de maneira equilibrada. Portanto, Dependendo da nossa conduta durante a encarnação, principalmente a moral, os chacras podem: serem acelerados para aproveitarmos mais a oportunidade que nos foi dada;

serem desacelerados para evitarmos complicações por mau uso das percepções;

ou sua velocidade ser mantida para que as percepções fiquem estacionadas enquanto tivermos algum problema de ordem moral a ser resolvido.

Este é o caso de médiuns que passam anos sem ter avanço nas suas percepções.

Ao despertar os chacras através da Kundalini, de forma forçada ativamos nossas percepções

espirituais de baixo para cima, e passaremos a correr muitos riscos que poderão nos levar a sérios desequilíbrios.

Os chacras, quando observados de perfil em seu veloz funcionamento giratório,

se assemelham a verdadeiros “pratos” ou “pires” de energias turbilhonantes com uma concavidade característica no centro;

quando vistos de frente, lembram o movimento acelerado e vertiginoso das turbinas dos aviões

em alta velocidade, porém emitindo cintilações de cores.

Embora cada chacra do duplo-etérico possa apresentar diversos matizes de cores ao mesmo tempo,

e que diferem entre si pelos tons mais belos, mais límpidos ou mais feios e sujos,

há sempre uma tonalidade de cor predominante sobre os demais,

que revela o tipo vibratório ou energia útil que ativa esta ou aquela sistema de órgão

do corpo físico, em sua absorção fluídica.

Facebook Comments

Deixe uma resposta