Cores de Roupas Que Você Usa e Pode Estar Atraindo Espíritos

Cores de Roupas Que Você Usa e Pode Estar Atraindo Espíritos

Cores de Roupas Que Você Usa e Pode Estar Atraindo Espíritos

Cores de Roupas

https://www.facebook.com/CANALVERDADEESPIRITA/

 

Uma questão que tem provocado a curiosidade de muita gente é o fato de os Espíritos se apresentarem aos videntes, trajando, muitas vezes, roupas estranhas às que costumavam usar, de épocas antigas ou, mesmo, com uma simples túnica.
De acordo com Allan Kardec, em O Livro dos Espíritos, no Mundo Espiritual, o vestuário é um componente que integra o desencarnado, seja ele de qualquer faixa, inferior ou superior.
Geralmente, os Espíritos desencarnados trazem consigo os complementos de sua indumentária ou objeto de que faziam uso, habitualmente, em vida, como óculos, bengalas e adereços.
Na obra Evolução em Dois Mundo, o Espírito André Luiz observa que, em se tratando da aparência dos desencarnados, como roupas, calçados e peças protéticas, tudo é confeccionado por eles próprios, estejam eles em qualquer das faixas evolutivas do Mundo Espiritual.
Entretanto, em algumas ocasiões, conforme declarações suas e de outros Espíritos comunicantes, os produtos da criação são encontrados já fabricados, podendo ser utilizados por qualquer desencarnado que deles necessite, como alimentos, roupas, prédios etc.
Na Revista Espírita, n° 8, de agosto de 1859, Allan Kardec comenta a respeito das roupagens com que os Espíritos se revestem e se refere à capacidade que estes têm de mudar sua aparência com acessos de toalete diversos.
Cita ele, na oportunidade, duas aparições de que teve notícia, em que uma a um cachimbo que produzia fumaça e a outra e tomava pitadas de rapé.
O meu traje é bem semelhante ao que usava na Terra, porém, quando me transporto pelo pensamento a uma das Linhas vidas anteriores, tenho feito a experiência de enxergar os trajes daquela época.
Diante dessa explicação, tentou ele mesmo confeccionar uma toga romana para seu uso, mas não conseguiu, pois não se lembrava, de forma nenhuma, do modelo exato.
.) devia fixar o modelo e formá-lo nitidamente no meu espírito, vê-lo no meu íntimo e, em seguida, atrair, pelo poder do desejo, a matéria sutil do mundo do pensamento em torno do modelo, formando, assim, a toga.
Outra informação interessante sobre o vestuário do Além nos dá o Espírito Johannes, no livro Rumo às Estrelas, de Herbert Dennis Bradley, que, em outras palavras, resume tudo o que foi dito, até agora, das vestimentas dos Espíritos:

Pereira, de autoria do Espírito Camilo Castelo Branco (escritor português), tem-se a informação de que os Espíritos recém-chegados da Terra, através de atos tresloucados em que tiraram a própria vida física, apresentam roupas andrajosas, sujas e fétidas, revelando o estado de angústia e desespero em que se encontram.
“…trajando todos vestes como que empastadas do lodo das sepulturas, com feições alteradas e doridas, estampando os estigmas de sofrimentos cruciantes!
Pode ele, à vontade, concentrar esses elementos e lhes dar uma forma aparente, adequada aos seus projetos.

Facebook Comments