Espíritos em Forma de Ovóide ou Espíritos que se Destroem

Espíritos em Forma de Ovóide são espíritos que se apresentam ou são vistos de forma esférica ou aproximadamente elíptica de coloração plúmbea (cinza escuro).  

Espíritos Ovóides

Sabemos serem espíritos humanos que pela manutenção de uma idéia fixa e doentia (monoideísmo) acabam estabelecendo uma vibração de baixa frequência e comprimento de onda longo que, com o passar dos anos,  produz uma deformação progressiva no seu corpo espiritual.  

Ele vibra de forma contínua e constante de maneira desequilibrada gerando uma energia que gira sempre de maneira igual e repetida pelo mesmo pensamento desequilibrado.  

Ao vibrar repetidamente na mesma frequência e em desequilíbrio com a Lei Cósmica Universal, gera este circuito arredondado que o vai deformando e tornando-o “Espíritos em Forma de Ovóide

Ovóides, Espíritos que se Destroem | Terríveis Obsessões

 

Espíritos em Forma de Ovóide analogia

Espíritos em Forma de Ovóide por analogia, imaginemos as moléculas do corpo astral como as moléculas dos gases: Elas são maleáveis e se modificam ao sabor  da pressão, da temperatura, e até do recipiente que contem o gás.  

As moléculas do perispírito são moldáveis pelo pensamento e  pelo sentimento, tomam  formas de acordo com a vibração do Espírito.  

9-O aspecto desagradável  que observamos no corpo espiritual dos obsessores são reflexos dos seus pensamentos?  

10-Daí podemos inferir que os Espíritos em Forma de Ovóide só serão recuperados na forma humana normal quando mudarem sua vibração ou pensamento?  

Veja:

Os ovóides são pouco conhecidos 

Os Espíritos em Forma de Ovóide são pouco conhecidos da maioria dos espíritas e, praticamente, desconhecidos entre os não espíritas.  

“Sentindo-se em clima adverso ao seu modo de ser, o homem primitivo, desenfaixado do envoltório físico, recusa-se ao movimento na esfera extra-física, submergindo-se lentamente, na atrofia das células que lhe tecem o corpo espiritual, por monoideísmo auto-hipnotizante, provocado pelo pensamento fixo-depressivo que lhe define o anseio de retorno ao abrigo fisiológico.  

Nesse período, afirmamos habitualmente que o desencarnado perdeu o seu corpo espiritual, transubstanciando-se num corpo ovóide, o que ocorre, aliás, a inúmeros desencarnados outros, em situação de desequilíbrio, cabendo-nos notar que essa forma, segundo a nossa maneira habitual de percepção, expressa o corpo mental da individualidade, a encerrar consigo, conforme os princípios ontogenéticos da Criação Divina, todos os órgãos vitais de exteriorização da alma, nos círculos terrestres e espirituais, assim como o ovo, aparentemente simples, guarda hoje a ave poderosa de amanhã, ou como a semente minúscula, que conserva nos tecidos embrionários a árvore vigorosa em que se transformará no porvir”.  

Espíritos que se Destroem 

O grande escritor, tradutor, educador e filósofo brasileiro Huberto Rohden, desencarnado em 1981, que não era espírita, ditou, segundo o jornalista Jávier Godinho (Revista Espírita Allan Kardec nº.  

Tratava-se de formas ovóides, que variavam em seu tamanho: algumas tinham a dimensão de um crânio humano, outras chegavam quase à estatura de um ovo de galinha”.  

“Numa dessas ocasiões, repleta a Sala do Evangelho, onde os interessados assistem a palestras sobre a Doutrina Espírita, aguardando ser por ele recebidas, Geraldo veio pedir orações e vibrações para ajudar a equipe de Eurípedes Barsanulfo numa difícil intervenção cirúrgica que seria realizada para separação dos perispíritos de uma senhora encarnada e de dois desencarnados.  

Venha comigo – chamou-nos, e o acompanhamos à cabine, onde o aguardavam uma jovem dos seus 25 anos, deitada de costas na maca, tendo a seu lado o pai, a mãe e um irmão, além de duas médiuns.  

médium passou as mãos abertas 

Concentrado, o médium passou as mãos abertas a alguns centímetros de todo seu corpo, terminando na perna direita, num gesto como se expulsasse alguma coisa.  

Ela obedeceu e, embora tivesse chegado quase carregada pelos familiares, sozinha calçou os sapatos e saiu caminhando, espantada, porta afora, seguida pelo pai, mãe e irmão, mais atônitos ainda.  

Os termos científicos usados na obra são entendidos pelos leigos graças a notas explicativas no rodapé das páginas e a

um glossário no final.  

O processo se efetua através de paulatinas degradações em que a configuração humana se contrai inicialmente pela

perda dos membros e redução significativa do tronco, até que se estaciona em sua forma final, assemelhando-se a uma

mórula embrionária agigantada, pois guarda dimensões que variam entre as de uma laranja e as de um crânio de recém-nascido.  

A alta densidade da psicosfera envolve-o em uma névoa, tornando-lhe os contornos imprecisos e emprestando-lhe um

aspecto gelatinoso, como os embrióides.  

A atividade vital dos Ovóides 

A atividade vital dos ovóides é fraca, os órgãos internos se apresentam reduzidos em suas formas embrionárias, o

coração bate fraco, o sistema nervoso também se acha retrocedido aos primórdios de seu desenvolvimento embrionário,

os nervos cranianos acham-se presentes e sua temperatura é instável.  

Comumente se alojam na fronte de seus hospedeiros em íntima conexão com o centro cerebral, levando-os ao

esgotamento das energias psíquicas e ocasionando graves transtornos mentais.  

8ª) No mundo subumano das trevas os ovóides “são temidos e usados como verdadeiras armas de persuasão por

espíritos com intenção de domínio, que podem aplicá-los tanto em encarnados quanto em desencarnados e por isso

os ovóides são muito procurados por estes infelizes”.  

9ª) Os ovóides em tratamento recebem todos os cuidados necessários, tanto de enfermeiros especializados, quanto dos

seus tutores, pois a misericórdia de Deus a ninguém desampara e “assiste o homem através do próprio homem”.  

Elaborar o projeto 

A 10 de fevereiro de 2006 fundei um grupo de Cura denominado “Equipe Dr. Bezerra de Menezes” com a ajuda da

médium Sônia Aparecida Ferranti Tola, Edson Luís da Silva (então presidente do Centro Espírita “Amor, Fé e Caridade”) e

sua esposa Sandra Márcia Saraiva Silva.  

Do lado dos desencarnados contamos com médicos, enfermeiros, atendentes, técnicos e outros abnegados benfeitores.  

Para elaborar o projeto, inspirei-me, em parte, no trabalho da escritora, articulista e seareira espírita Idalinda de Aguiar

Mattos, que escreveu: “A |Luz pouco a pouco se vai fazendo na mente de todos os que, crendo em Deus, entretanto

duvidam das forças ou recursos desconhecidos à humanidade.  

No primeiro caso, vários ovóides estavam implantados na coluna vertebral de uma senhora e no segundo, um no útero de

outra senhora.

Facebook Comments

Deixe uma resposta