Será que Jesus Cristo voltará como diz as escrituras sagradas?

Ao longo do tempo, a figura extraordinária de Jesus tem suscitado as mais diversificadas elaborações de temas. Perto de 65 mil livros já foram escritos sobre ele, sem contar as reportagens, poemas, artigos, pesquisas etc.  

A volta do Cristo e a chegada da Era da Luz

E percebemos que o tema é inesgotável.

A época que Jesus escolheu para vir à Terra era realmente difícil.

Os povos se digladiavam em guerras que pareciam intermináveis e o povo de Israel, que iria lhe

receber, encontrava-se sob dominação romana.

As notícias a respeito de sua chegada não são tão conhecidas pelas pessoas como deveriam ser,

muitos acreditam que somente o Velho Testamento traz as profecias sobre isso.

Porém, na realidade, à medida em que velhos povos vão sendo retiFalando de Jesus 14 rados do

ostracismo do passado, descobre-se que já se falava de um ser especial que viria e os velhos templos

traziam referências ao fato.

Será que Jesus Cristo voltará?

Todos o reconheceram. Quando dizemos todos, não nos referimos aos homens em si, porque estes

não o identificaram, mas falamos daqueles que tiveram oportunidade de encontrá-lo, pessoas

pertencentes a várias camadas sociais que, inspiradas pelo mundo espiritual ou pela personalidade

notável de Jesus, reconheceram-no imediatamente.

Não tiveram dúvida alguma a respeito do filho de Deus. Jesus deixou um código de respeito a Deus e

às criaturas de uma forma geral.

Suas palavras ressoam com força e vigor na alma de muitos, mas, ainda assim, vários de seus

ensinamentos profundos permanecem quase inatingíveis pela maioria das pessoas, talvez porque

não parem para analisá-los.

Ao estudarmos a assertiva de que “os mansos herdarão a Terra”, isso pareceria uma 15 coisa

inadmissível, já que vemos a violência se multiplicar e os violentos parecerem vitoriosos, além de

lembrarmos de homens poderosos do passado, que dominaram territórios, subjugaram e

escravizaram povos, mas se perderam nas páginas da história, como Átila, Alarico, Alexandre e Júlio

César. Só que isso não é a expressão da verdade.

Pensemos, por exemplo, em um Francisco de Assis, imortal em sua mansuetude, pureza e bondade,

bem como reconhecido em todos os quadrantes de nosso planeta, para depois ouvirmos Jesus

falando que “os mansos herdarão a Terra”.

Ou seja, ao lembrarmos de figuras extraordinárias no campo do bem, que tiveram, como únicas

posses, um coração gentil e um cérebro voltado para a construção do amor na Terra, observamos

que as palavras de Jesus continuam atuais. Quando Jesus diz que “é o caminho, a verdade e a vida”,

o que fica para nós é que seus convites estão mais atuais do que nunca.

Diante de tanta violência, tanto or- 16 gulho e personalismo, temos de pensar no gentil chamado

que Ele nos fez, pedindo que “amemos uns aos outros como eu vos amei”.

Facebook Comments

Deixe uma resposta