A Linhagem de Jesus e Maria

A Linhagem de Jesus e Maria. O Evangelho segundo Mateus atribui 42 gerações havidas entre Abraão e Jesus,

A Linhagem (de Jesus e Maria)

ao passo que o de Lucas atribui mais de 60 gerações entre o utópico Adão e Jesus. Muita gente se preocupa com esse pormenor irrelevante. Para alguns, Ele é chamado Filho de Davi, enquanto para outros é filho de Abraão.

Sobre esse assunto passaremos a fazer alguns comentários: Mateus e Lucas iniciam seus Evangelhos tecendo extensas exagerações em torno do nascimento de Jesus, bem como do seu caráter excepcional. Marcos se limita a fazer breve relato do primeiro encontro com João Batista. João, por sua vez, no quarto Evangelho, silencia completamente sobre o fato, nada mencionando sobre a genealogia do Mestre e simplesmente dizendo: “O Verbo se fez carne e habitou entre nós.”

Linhagem de Jesus e Maria

Não é nossa intenção entrar no terreno árido das controvérsias, nem nos alongarmos em detalhes supérfluos, que pouca ou nenhuma diferença faz.

O que importa é haver a Humanidade recebido, por intermédio de Jesus Cristo, há quase 20 séculos, o maior e o maravilhoso código de moral de que há conhecimento na História do gênero humano, desde as idades as primitivas até a Era interplanetária em que estamos vivendo.

Muitas pessoas se preocupam com detalhes de natureza secundária, vasculhando os livros sagrados com o fito de encontrar nas suas entrelinhas quaisquer novidades, no tocante a genealogia ou ao nascimento do Mestre.

O apego ao formalismo das letras passa a ser uma constante,

chegando-se a postergar a apreciação dos ensinamentos evangélicos, sob o prisma do Espírito que vivifica, e a passar por cima de lições ali contidas e que são eficiente veículo no prolongado processo de auto-reforma dos indivíduos.

Na estrutura da Doutrina Cristã está contido e perfeitamente delineado o roteiro que deverá servir para o encaminhamento da criatura para o Criador.

Foi com vistas à necessidade da assimilação dos postulados cristãos, por parte dos homens, que o Cristo proclamou ser o Caminho, a Verdade e a Vida.

Muito pouco deve significar para o homem,

Mas se Jesus Cristo nasceu em Belém de Judá ou em Nazaré,

se pertenceu à linhagem de Abraão ou de Davi.

O essencial é saber que Ele nos trouxe relevante mensagem dos

Planos mais sublimados da Espiritualidade e o seu advento na

Terra representou o inicio de uma Nova Era de luz e de esperança.

Mas os Evangelhos aí estão como demonstração irrefragável

de que o Pai Celestial ama suas criaturas, a ponto

de enviar seu Ungido para ser sacrificado por elas.

Por isso, afirma João no capitulo

(1: 11-12) do seu Evangelho:

“Veio para o que era seu, e os seus não o receberam.

Mas a todos os que o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus; aos que crêem no seu nome.”

Paulo A. Godoy

Facebook Comments