Nicette Bruno falando sobre reencarnação espiritismo

A célebre atriz Nicette Bruno fala sobre espiritismo, reencarnação e causa e efeito. Além de falar sobre a relevância da disseminação da mensagem do bem.

Nicette Bruno espiritismo Vídeo

 

A comemoração pelos 200 anos de Allan Kardec, fundador do espiritismo, atraiu cerca de 3.000 pessoas ao Palácio de Convenções do Anhembi, em Santana (zona norte da capital), até as 17h deste sábado.

Além de palestras, venda de livros e shows artísticos, a comemoração contou com um ato ecumênico, que uniu representantes do budismo, da umbanda, do islamismo e das Igrejas Católica e Metodista, além do próprio espiritismo, num debate sobre a paz.

O evento ocorreu no auditório Elis Regina, das 10h às 21h de hoje.

Os Correios apresentaram um selo em homenagem ao bicentenário de Kardec.

No evento, foram apresentadas palestras sobre a história do espiritismo na França e no Brasil e a influência de Kardec na educação, na filosofia, na ciência e na ação social.

A comemoração também levou apresentações de músicos, corais e dançarinos espíritas. Parte dos eventos foi apresentada pelos atores Nicete Bruno e Paulo Goulart.

Houve até a apresentação de uma companhia de dançarinos em cadeira de rodas, que busca lidar com a deficiência por meio da aplicação dos conceitos espíritas.

O espiritismo surgiu no século 19 a partir das pesquisas do pesquisador francês Hippolyte Léon Denizard Rivail,

que adotou o pseudônimo de Allan Kardec.

A partir daí, Kardec, nascido em 1804, codificou a doutrina espírita com base em entrevistas com médiuns

–pessoas que seriam capazes de “incorporar” espíritos. No Brasil, o espiritismo teve início já em 1865. O primeiro núcleo espírita foi criado na Bahia.

O mais famoso dos médiuns brasileiros foi Chico Xavier, que morreu em 2002. Hoje, o Brasil é o maior país espírita do mundo: são 2,3 milhões de adeptos.

Facebook Comments

Deixe uma resposta