Os espíritos sentem fome?

Espíritos sentem fome?

O espírito sente fome?

A pergunta pode parecer boba para muita gente. Mas, desde que Chico Xavier psicografou o livro Nosso Lar, esta pergunta tem sido feita.

Para responder coloco abaixo parte do um trecho da Revista Espírita (1858) cujo nome é “A fome entre os espíritos”. Nesta reportagem Allan Kardec coloca uma nota:

Espíritos sentem fome

“A quem não conhece a verdadeira constituição do mundo invisível, parecerá estranho que os Espíritos que, segundo eles, são seres abstratos, imateriais, indefinidos, sem corpo, sejam vítimas dos horrores da fome;

mas o espanto cessa quando se sabe que esses mesmos Espíritos são seres como nós; que eles têm um corpo, fluídico é verdade, mas que não é menos da matéria;

que, em deixando o seu envoltório carnal, certos espíritos continuam a vida terrestre com as mesmas vicissitudes durante um tempo mais ou menos longo.

Isto parece singular, mas isto é,

a observação nos ensina que tal é a situação dos

Espíritos que viveram mais da vida material

do que da vida espiritual, situação freqüentemente terrível,

porque a ilusão das necessidades da carne se faz sentir, 

e se têm todas as angústias de uma necessidade impossível de ser saciada.

O suplício mitológico do Tântalo acusa, entre os antigos,

um conhecimento mais exato do que se supõe do estado

do mundo de além-túmulo, mais exato sobretudo do que entre os modernos”.

Fonte: http://www.nascervariasvezes.com/2012/03/espiritos-sentem-fome.html

Facebook Comments