Conversei com Ayrton Senna Shumacher revela o que viu nos seus 6 anos de coma

Shumacher revela o que viu em seus seis meses de coma .

 

O tunel ?

Seus cmpanheiros mortos ?

Porque a familia o esconde?

Conversei com Ayrton Senna

Shumacher revela

O jornal British Daily Mail descobriu que o piloto alemão anterior Michael Schumacher teria saído de um estado de insensibilidade e também estaria

respirando sem o guia do dispositivo.

O acidente que o alemão sofreu enquanto esquiava, que o deixou em profundo transe como o estado, terminará 5 anos em 29 de dezembro.

De acordo com o jornal, mesmo com as notícias, o piloto – que foi várias vezes titular do título

– precisa de cuidados de enfermagem escalados, que custariam cerca de £ 50.000 por semana.

Desde que Schumacher esmagou e entrou em estado de transe, quase não há relatos sobre o que é visto como talvez o melhor piloto de Fórmula 1 já observado.

Atualmente, a expectativa é que Michael Schumacher se recupere muito mais e que em breve novos dados sobre o bem-estar do vencedor serão dados pela família.

Cerca de cinco anos depois de um genuíno acidente de esqui em uma estação dos Alpes franceses que deixou o ex-piloto alemão Michael

Schumacher em estado de transe por um tempo, o grupo de sete vezes chefe da Fórmula 1 se estabeleceu na quarta-feira para acabar com a

tranquilidade que eles mantiveram desde então. . além disso, divulgou uma reunião de vídeo em 30 de outubro de 2013.

A reunião, que nunca foi divulgada até agora, foi realizada dois meses antes da cena chocante.

Para estampar a comemoração dos 50 anos de Schumacher em 3 de janeiro, a família optou por transmitir a reunião a ele um grande número de fãs em seu site oficial.

Ele é dividido em 10 perguntas e, desde o início, o piloto anterior analisa o título mais estimulante de sua vocação.

“O título mais estimulante foi, sem dúvida, Suzuka (Japão), em 2000, com a Ferrari. Após 21 anos sem Campeonato Mundial para a Ferrari e quatro

anos para mim, a batalha para conquistá-lo, finalmente ganhamos a corrida, uma corrida incomum, e conquistamos o título “, esclareceu.

Nos 17 anos da Fórmula 1, Schumacher enfrentou conflitos contra o inglês Damon Hill, o escocês David Coulthard, o brasileiro Rubens Barrichello e o

espanhol Fernando Alonso. Seja como for, o adversário que o piloto alemão mais considerou foi Mika Hakkinen, o finlandês que conquistou seus títulos

de realidade em 1998 e 1999. “Batalhas incríveis, mas um relacionamento privado estável”, disse ele.

A resposta mais surpreendente de Michael Schumacher aparece na pergunta sobre seus objetos de adoração.

O piloto anterior falou sobre o argentino Juan Manuel Fangio, o austríaco Niki Lauda ou o francês Alain Prost.

Ou então, novamente, que eu apreciei o brasileiro Ayrton Senna e o italiano Vincenzo Sospiri nos dias que ainda continuavam correndo de kart.

No entanto, sua admiração reverente era por um jogador de futebol.

“Meu símbolo genuíno era Toni Schumacher, por ser um jogador de futebol extraordinário”, afirmou, aludindo ao goleiro anterior do Schalke 04, Bayern de Munique, Borussia Dortmund e ao grupo nacional da Alemanha Ocidental na década de 1980

– ele é o jogador mais antigo de Colônia. agora o vice-presidente de Colônia.

Schumacher disse que “para se desenvolver é preciso olhar para si mesmo e para o veículo, para diferentes condutores”, levando em conta que esse é o

“caminho para a sua prosperidade”.

“A capacidade é significativa no automobilismo, como em outro jogo, no entanto, é algo que precisa funcionar.

O Karting é uma base decente para demonstrar habilidade, mas também para ver as diferentes aptidões necessárias como motorista”, ele solicitou.

“Realização tem a ver com essa cooperação.”

Mapa Astral Completo Com Missão de Alma

Facebook Comments