O seu amor é de vidas passadas

O seu amor é de vidas anteriores Em se entender com melhor profundidade a princípio do amor é importante contextualizá-lo

O seu amor é de vidas passadas


dentro da teoria da palingenesia, ou reencarnação. Um amor não nasce de comum semelhanças de procedimento de ser e de coisas comuns, ele é o resultado de um longo processo de dezenas ou mesmo centenas de vidas momentos em que duas almas viveram juntas.

Nestas provas conjuntas, ambas foram deixando por circunstâncias juntos, respondendo desafios, superando obstáculos, passando todas as dificuldades, e envolveram-se em relações afetivos e dedicados um com o outro, dando daí uma profunda identidade e um sentimento verdadeiro.

Muitas pessoas me perguntam como podemos descobrir se alguém que muito possuímos fez parte do nosso passado de outras vidas.

A solução a essa pergunta é bem simples:

se você ama realmente essa pessoa, e a entende a pouco tempo, então vocês já tiveram, sem sombra de dúvida, experiências mútuas em vidas passadas.

Isso significa que o amor verdadeiro, aquele que está numa esfera muito íntima do nosso ser, não pode ser desperto em apenas uma atividade.

Os laços do amor realidade são tão fortes, que apenas experiências milenares podem causar em nós um amor que é quase divino, que nasce do infinito e que se manifesta no ser humano como a expressão do sentimento mais puro que o homem da face da Mundo pode ter acesso: o amor incondicional.

Em nossos estudos com terapia de atividades passadas chegamos a conclusão, tal como centenas de terapeutas ao redor do mundo, que todos os seres se agrupam num que se convencionou chamar de “família de almas” ou “grupo anímico”.

Além de finalmente família consanguínea, que forma indivíduos com laços de sangue comuns, todos os seres possuem uma família espiritual, que é bem melhor do que a nossa família genética atual.

Ela é composta por centenas de espíritos que apresentaram milhares de experiências conosco sobre vidas passadas; são espíritos que nos conhecem há milênios, e todo esse arcabouço de experiências coletivas os liga por laços de amizade, carinho, amor, participação, compaixão, e outros. Como tudo na vida tem dois pólos, as testes negativas também fazem parte destes laços, estando comuns sentimentos de ódio, raiva, antipatias, rejeição, ojeriza, malquerença, amargor, mágoa, etc.

Toda essa mistura de sentimentos, alguns os positivos quanto os negativos, podem se expressar em nossas relações, e na maioria das vezes nem desconfiamos que eles vêm de atividades passadas, e não da vida atual. Dentre nossa família de almas, há aqueles espíritos que cada um de nós guarda uma afeição mais relevante. Esses geralmente oscilaram, nos diversos papéis de vidas passadas, sendo nossos filhos, amigos, marido, esposa, pai, mãe, avô, avó, irmão ou irmã.

Facebook Comments