Sobre O Cordão de Prata E O Corpo Astral

Cordão de Prata. Desdobramento é a capacidade que todo o ser humano possui de projetar a consciência para fora do corpo, utilizando-se dos corpos sutis de manifestação.


É importante compreender que o espírito possui diversos corpos de manifestação que se interpenetram e coexistem em freqüências vibratórias diferentes.

Para melhor compreensão do assunto abordado no presente trabalho dividiremos esses veículos de manifestação da seguinte maneira:

Sendo um corpo energético, com uma capacidade de plasmagem de formas em sua estrutura, o corpo astral pode se apresentar ocasionalmente durante o desdobramento com configurações não antropomórficas como: bola de luz, forma vaporosa, formato semi-humanóide etc.

Isso ocorre porque temos como plasmador do corpo astral o nosso próprio pensamento, e como as células astralinas são dotadas de maior aceleração e sutileza, são mais vulneráveis aos pulsos mentais que regem a sua forma.

O cordão de Prata: 

O corpo astral é ligado ao corpo físico por um apêndice energético, conhecido como cordão de prata, através do qual é transmitida a energia vital para o corpo físico, abandonado durante a projeção e também são transmitidas energias do corpo físico para o corpo astral, criando um circuito energético de ida e volta.

A medida que o corpo astral se afasta das imediações do corpo físico, o cordão torna-se cada vez mais sutil.
O cordão de prata possui uma espécie de automatismo subconsciente que funciona independente da vontade do ser e atrai o corpo astral de volta para o corpo físico.

No caso de surgir alguma perturbação física, durante o desdobramento, o corpo astral será imediatamente atraído pelo cordão de prata para dentro dele.

O cordão de prata não pode ser cortado, por um simples motivo, ele não é uma corda, é energia, não da nó, não enrola e muito menos emaranha em coisa alguma.

principal filamento energético do cordão de prata está situado na cabeça, onde se liga internamente na fossa rombóide.

“…Por um fio tenuíssimo, fio este muito superficialmente comparável, de certo modo, à onda do radar, que pode vencer imensuráveis distâncias, voltando inalterável ao centro emissor, não obstante sabermos que semelhante confronto resulta de todo impróprio para o fenômeno que estudamos no campo da inteligência.”

Os principais filamentos energéticos são aqueles que partem da área da cabeça, através dos chácras coronário e frontal e a partir da fossa rombóide segundo André Luiz em “Evolução em dois mundos

Catalepsia Astral

Às vezes, a pessoa pode sentir uma paralisia dos veículos de manifestação,

principalmente dentro da faixa de atividade do cordão de prata, chama-se catalepsia astral.

A pessoa que se propõe a desdobrar-se conscientemente deverá estar bem intencionada,

sabendo o que irá fazer com as informações que obtiver a respeito do desdobramento,

usando-as com discernimento e coerência para crescer espiritualmente e ajudar os outros.

O desejo sincero de adquirir conhecimento fora do corpo e o desejo de prestar

assistência extra-física que pode ser ministrado para doentes encarnados

e desencarnados deve ser o nosso norte no desenvolvimento desta faculdade.
Se a intenção da pessoa for aprender fora do corpo ou ajudar o próximo

terá a ajuda de espíritos amigos durante a experiência.

deve almejar com toda força é o enriquecimento íntimo e o fortalecimento do amor por todas as criaturas.

Sintomas do desdobramento

Muitas pessoas, ao adormecer, tem a sensação de estar “Escorregando”

ou caindo em um buraco e despertam sobressaltadas.

Podem ser percebidos pela pessoa como estalidos, como zumbido estridente

ou como uma espécie de “click” energético bem no centro da cabeça.

corpo físico sofre uma ligeira queda de atividade e os liames energéticos que prendem o corpo astral nele, afrouxam-se temporariamente, ejetando-o, então, para a vivência extracorpórea.

Constatar, através da experiência pessoal, a realidade do mundo espiritual,

prestar assistência extra-física, através da exteriorização de energias

fora do corpo para doentes encarnados e desencarnados, a desobsessão

extra-física e encontrar pessoas amadas.

Veja Também

 

Como tratar, recuperar e vencer a Bonquite

Bocejo

 

O Bocejo e a Mediunidade

 

Colonias Espirituais

 

 

Colonias Espirituais que estão no território Brasileir

 

.

Vejamos o que diz André Luiz a respeito

da assistência no mundo espiritual dos seres desdobrados na obra “Mecanismos da Mediunidade”.

“…efetuam incursões nos planos do espírito, transformando-se muitas vezes, em preciosos instrumentos dos Bem Feitores da espiritualidade, como oficiais de ligação entre a esfera física e a esfera extra física.”

Carregamos para fora do corpo físico os últimos pensamentos e desejos

que manifestávamos nos momentos que antecederam nossa entrada no sono,

por isso a importância de mantermos pensamentos elevados antes de deitar

e ter em mente objetivos espirituais sadios, porque devemos sempre lembrar da lei de afinidade espiritual.

 

Uma Breve Aula Sobre O Cordão de Prata E O Corpo Astral Para Iniciantes

 

Facebook Comments